30.12.17

FELIZ 2018 COM MUITA SEXO E SACANAGENS PROCÊS

Em praticamente um ano de vida em um novo endereço www.seximaginarium.blog.br tivemos um crescimento de acessos de 500%.
Passamos de 5.229 acessos em janeiro de 2017 para 25.703 em dezembro. No ano de 2017 totalizamos 159.00 acessos!

Não abandonamos este espaço mas o google nos obrigou a mudar!
Obrigado aos sexileitores que nos prestigiaram!
Agradecemos a todos que nos prestigiaram com a leitura e os comentários das nossas postagens mais acessadas #cuckold #corno #swing #dogging .
Quais os temas que abordaremos em 2018?
O que o publico do SeximaginariuM quer ler?
Para todos um ótimo 2018 com muito sexo e sacanagens!

15.12.17

LEITORA CONFESSA: INICIEI MEU MARIDO NA INVERSÃO

Sou casada faz quinze anos com um homem maravilhoso, mas, no sexo, tudo era muito convencional. Eu tenho a fantasia de fazer inversão e gozava muito imaginando eu penetrando o cuzinho dele. Mas a duvida - Como faria para dizer e propor isso a ele? 
Li muito e conversei com algumas pessoas que postavam depoimentos sobre inversão na net. Uma delas escreveu aqui no blog dizendo que o marido era carinhoso, quente e que gostava de ser penetrado por ela! Perguntei a ela, como fazer para convencê-lo? 
Depois de muita conversa e varias dicas consegui! E vou contar para vocês como foi: 
Como já estávamos casados há muito tempo e com muita intimidade... LEIA MAIS AQUI

13.12.17

A PRIMEIRA BUCETINHA AGENTE NUNCA ESQUECE - PARTE 2

CONTINUAÇÃO... Passado algum tempo eles continuavam amantes, mas como Ricardo não conseguia convencer Carla ser "nossa", o jeito foi eu entrar em cena e dar um empurrãozinho!! 
Num desses "happy hours" Carla bebeu além da conta. Ricardo se ofereceu para levá-la para casa. 
- Imagina Ricardo não quero incomodar vocês. Pego um taxi... 
Prontamente respondi:
- Carla aproveite a carona, não há problema, eu vim com meu carro. 
- De jeito algum, não quero atrapalhar vocês.
Enquanto esperávamos os nossos carros Ricardo puxou Carla pela cintura e “tascou” um beijo na boca dela ali na minha frente!
Carla que estava "molinha e facinha" não interrompeu o beijo. Quando terminaram ela me olhou assustada e disse: 
- Carol não sei o que dizer... Desculpa! Exagerei na bebida!  
- Tudo bem Carla... Vem comigo, eu te levo para casa. Precisamos conversar.
No caminho resolvi abrir o jogo:
- Carla, meu marido te adora, fala muito sobre você...Na verdade o que ele sente é muito tesão por você... Eu como boa esposa, não posso e nem quero impedi-lo de ser seu namoradinho.

10.12.17

A PRIMEIRA BUCETINHA AGENTE NUNCA ESQUECE - PARTE 1

Sou casada, vida tranquila, família margarina "papai, mamãe, filhinho, bichinhos..." Sexo bom, mas com vontade de apimentar a relação. Eu como boa cuckquean resolvi realizar uma fantasia que tenho faz tempo: Ver meu marido Ricardo comendo outra mulher. Na verdade um tesão em dobro: Meu e dele! 
Tempos atrás meu marido comentou sobre uma mulher que trabalhava com ele, que às vezes “dava mole” e se eu daria o meu consentimento para ele "investir", sair com ela e quem sabe, comermos a delicinha. Ricardo aos poucos foi alimentando minha fantasia descrevendo os atributos da moça. Carla uma loira, cabelos longos e lisos, olhos verdes, 32 aninhos, 1,65 de altura, coxas grossas, pernas torneadas, bunda linda, seios médios durinhos... Além disso, era discreta e educada. O nosso “sonho de consumo” era perfeito. 
A parte mais complicada da nossa fantasia: Como convencer a gata loira virar namoradinha do Ricardo e Eu, Carol, participar da brincadeira.



9.12.17

CUCKOLD UM ESTILO DE VIDA QUE DÁ MUITO PRAZER!


Já faz algum tempo que o leitores do SeximaginariuM veem curtido as postagens do tema cuckold, com inúmeros comentários. Alguns confessam terem muito tesão de serem cuckold (maridos, esposas e comedores) outros que já são adeptos à pratica ou querem iniciar!
Mas o que é cuckold?
O termo inglês cuckold vem do inglês cuckoo e faz referência à ave enganada pelo cuco, incuba seus ovos e criar seus filhotes. Na verdade é uma prática no qual o marido permite que sua esposa transe com outro homem (amante comedor) na sua frente ou não, mas com seu consentimento. 
Os praticantes do cuckold (marido, esposa e comedor) contam que a mulher atinge alto nível de excitação e prazer ao transar com um estranho com consentimento do marido. E claro, o marido também se excita muito ao ver sua esposa tendo prazer com outro homem.          LEIA MAIS AQUI!

4.12.17

KUNYAZA - A MELHOR SIRIRICA DO MUNDO!


Uma técnica Africana de masturbação feminina desenvolvida em Ruanda, Congo, Uganda e Tanzânia promove os mais poderosos orgasmos femininos - A kunyaza. Originária dos povos Rundi da Ruanda, kunyaza tem dois significados distintos. O primeiro é fazer xixi e o segundo é a ejaculação feminina decorrente da prática. Na kunyaza, a mulher costuma expelir uma grande quantidade de líquidos vaginais, motivo pelo qual o termo deu sinônimo a “sexo molhado”. 
A técnica é considerada uma prática tradicional da Ruanda. Numa pesquisa realizada na África Central, mulheres acima de 70 anos confirmaram que seus avós já usavam a técnica, o que significa que a prática do kunyaza tem no mínimo 150 anos.  Existe o folclore local sobre a origem da técnica. Reza a lenda que uma rainha escolheu um guarda real para “meter” com ela. O cara ficou muito nervoso e broxou. Para não deixá-la na mão ele improvisou uma forma para dar prazer a majestade: Esfregou a cabeça do pau nos grandes e pequenos lábios da buceta e no clitóris Dela!



1.12.17

CASADA SUBMISSA CONFESSA: FOI USADA E DOMINADA PELO DOM

Sou uma mulher de 48 anos, casada há 24 anos, tenho um casal de filhos e resido na zona oeste de São Paulo. É incrível como tomamos atitudes que imaginamos jamais ter coragem... Foi exatamente isso que aconteceu comigo. 
Sempre gostei de ler contos eróticos, especialmente sobre submissão e dominação. Este tema sempre me excitou muito, embora nunca tivesse qualquer experiência sadomasoquista ou D/s. 
Tenho uma vida sexual morna com meu marido. Nada além do “papai-mamãe” bem básico e de vez em quando. Nunca tive coragem de pedir para ele realizar minhas fantasias sexuais, até porque tinha vontade de ser possuída e subjugada por outro homem. 
Com o passar do tempo minhas fantasias tomavam conta da minha mente. O toque dos meus dedos na buceta já não era suficiente para acalmar meu fogo. A vontade de realiza-las tornou-se ainda mais intensa depois de ler um conto “Dominando e Usando Mulheres Casadas". Fiquei muito excitada e meladinha me imaginando no lugar das submissas casadas. O tesão de ser dominada por outro homem se tornou incontrolável.