2.5.16

MANUAL DE CIVILIDADE PARA MENINAS

O Manual de civilidade destinado às meninas para uso nas escolas foi escrita pelo Belga Pierre Louis em 1917. A obra teve sua primeira publicação em 1927, dois anos após a morte do autor.
Trata-se de uma paródia dos rigorosos e moralistas manuais de educação e boas maneiras utilizadas na Belle Époque.
A obra de humor erótico é um contundente ataque desferido contra as regras vigentes do puritanismo burguês.
 
1. Não diga: Minha buceta - Diga: Meu coração.
2. Não diga: Estou com vontade de foder. - Diga: Estou nervosa.


3. Não diga: Acabo de gozar como uma louca! - Diga: Sinto-me um pouco fatigada.
4. Não diga: Vou masturbar-me. - Diga: Vou relaxar
5. Não diga: Quando eu tiver pentelho no cu. - Diga: Quando eu crescer.


6. Não diga: Eu prefiro a língua no pau. - Diga: Só gosto de prazeres delicados.
7. Não diga: Entre as refeições só bebo porra. - Diga: Sigo uma dieta especial.


8. Não diga: Tenho consolos em minha gaveta. - Diga: Nunca fico entediada quando estou só.
9. Não diga: É uma menina que se masturba até desmaiar. - Diga: É uma sentimental.


10. Não diga: É a maior puta da terra. - Diga: É a melhor menina do mundo.
11. Não diga: Ela deixa-se foder por todos aqueles que a masturbam. - Diga: Ela flerta um pouco.


12. Não diga: Eu a vi ser fodida pelos dois buracos. - Diga: é uma eclética!!!

3 comentários:

{Λїtą}_ŞT disse...

Ahahahahahahahahah...
Muito boa, Leo!
Adorei o manual, realmente muito útil essas trocas de frases.
Espero sinceramente que as meninas aprendam e parem de falar essas outras frases feias por aí
:P
Que o dia de hoje te sorria.

Beijos

http://odiariodaescrava.blogspot.com.br/

Chocolícia disse...

interessantte isso!

Monica disse...

Muito util...