31.1.16

CARTA DE UM PESCADOR AFLITO EM DÚVIDA

Meu nome é João, tenho 60 anos. Depois que me aposentei não aguento mais ficar em casa sem fazer nada. Para passar o tempo, me distrair, resolvi fazer aquilo que mais gosto – Pescar! Comprei todo o material e utensílios e o melhor de tudo – um barco!
Saio quase todos os dias pela costa e praias... Tentei várias vezes levar minha linda esposa Deosiolina (essa ai ao lado), mas ela não gosta de pescaria. Pescar sozinho também não é bom... Dia desses, na lojinha de pesca da cidade, conheci Anna, balconista da loja, que por coincidência também adora pescar. Em função das nossas afinidades sobre o assunto, acabou surgindo uma grande amizade e uma companhia para pesca!
Como eu já disse, a patroa detesta pescaria. Ela não somente recusa a participar conosco das pescarias, como também reclama que eu gasto muito tempo pescando.
Algumas semanas atrás, Eu e Anna tivemos uma das nossas melhores pescarias. Dia maravilhoso de muito sol e, como Anna (essa moça ei em baixo) é naturista, ficou bem à vontade!




Tirei algumas fotos de Anna segurando a vara de pescaria e se divertindo muito.
Mostrei as fotos para minha esposa, pensando que, talvez, ela passasse a se interessar pelo meu hobby. Ela não gostou e me proibiu de voltar a pescar!!
Acho que ela não gosta de me ver feliz!
Pergunto: O que devo fazer? 
Obedeço minha esposa Deosiolina ou continuo com as minhas pescarias em companhia da minha amiguinha Anna?



Obrigado.

Um comentário:

{Λїtą}_ŞT disse...

Eu já acho que ele merece ser afogado pq se a pescaria estava tão boa e todo mundo feliz, pq ele foi contar para a mulher? kkkkkkkkkkkkk
Brincadeirinha.
Beijos