11.3.15

FOTOS REVELAM A VIDA DUPLA DOS PRATICANTES DE BDSM

Forest McMullin passou uma parte significativa de sua carreira de fotógrafo registrando o que ele chama de “grupos sociais marginais”. Com sua câmera, ele oferece um olhar íntimo de vidas de presos de Nova York a membros de grupos religiosos supremacistas da Pensilvânia, sublinhando com uma lente de documentarista algum fragmentos muitas vezes não vistos da sociedade americana.
É o caso de sua série “Dia e Noite”. Nela, o fotógrafo baseado em Atlanta captura retratos de homens e mulheres que têm vidas duplas. Durante o dia, são mães e empresários do sul que levam vidas “normais”  ou, pelo menos, vidas publicamente aceitáveis, que se conformam às normas sociais construídas. À noite, entretanto, os sujeitos de McMullin são defensores convictos do BDSM (sigla em inglês para bondage, disciplina, sadismo e masoquismo). São swingers, dominatrixes e mestres de masmorras que quebram tabus sexuais com prazer.

LEIA A MATÉRIA COMPLETA EM:
http://www.brasilpost.com.br/2014/08/28/praticantes-bdsm_n_5733104.html

Abaixo algumas das imagens da série de McMullin, uma coleção que desafia o espectador a contemplar o que considera normal.
visite seu perfil no Lens Culture  https://www.lensculture.com/forest-mcmullin










Um comentário:

muléranalfa disse...

pra fuder pricisa isso tudo? ah, nem...