2.9.11

AMOR ESTRANHO AMOR


O filme "Amor, Estranho Amor" (1982), dirigido por Walter Hugo Khouri (1929-2003), lancou Xuxa Meneghel nas telonas. Sua personagem aparece em cenas sensuais com um garoto de 12 anos, interpretado pelo ator Marcelo Ribeiro. O filme, além de Xuxa, tem a participação de Vera Fisher, Tarcísio Meira, Rita de Cássia, Otavio Augusto, conta a história de um garoto, Hugo, que é trazido de Santa Catarina por sua vó para morar com sua mãe, Ana amante de um político conhecido. A narrativa em flashback mostra as memórias de Hugo, já adulto, revisitando o casarão onde funcionava o prostíbulo de Dona Laura, lugar onde descobrira a sua sexualidade e, após ter tido contatos bem íntimos e inusitados com outras moças da casa, ao final, acaba sendo iniciado por sua própria mãe (papel de Vera Fisher).
Entre diversas passagens do filme, Xuxa a eterna rainha dos baixinhos, se deita nua sobre o garoto Ribeiro e diz frases como "logo você vai virar um gurizão, mas desde já você já é um sabonetinho" e "eu sou uma ursinha macia, olha como eu sou macia". (VEJA CENA)

O filme saiu de circulação após decisões judiciais em favor da Rainha dos Baixinhos, proibindo inclusive que a película fosse lançada em VHS ou DVD. Xuxa ainda comprou de Massaíni os direitos para o cinema, com renovação anual no valor de US$ 60 mil. "Tenho que provar quase diariamente que o que eu faço hoje não tem nada ver com o meu passado", disse Xuxa na época do acordo. De 1992, quando o contrato foi firmado, a 2009, quando foi extinto, Massaíni embolsou mais de R$ 1 milhão.
Com toda essa proibição esta pérola do cinema brasileiro se tornou uma raridade e objeto de curiosidade e desejo de muita gente. (VEJA CENA)

Ficha Técnica:
Diretor: Walter Hugo Khouri
Elenco: Vera Fischer, Tarcísio Meira, Xuxa Meneghel, Mauro Mendonça, Marcelo Ribeiro, Íris Bruzzi, Walter Forster.
Produção: Anibal Massaini Neto
Roteiro: Walter Hugo Khouri
Fotografia: Antonio Meliande
Trilha Sonora: Rogerio Duprat
Duração: 97 min.
Ano: 1982
País: Brasil
Gênero: Drama
Cor: Colorido
Distribuidora: Não definida
Estúdio: Cinearte Produções Cinematográficas

8 comentários:

mencanta fetish disse...

Lindo blog.
Estoy siguiendo.
Beijos.
mencanta fetish.

mencanta fetish disse...

Sos versado no cine de verdade ...


Naturales y versos

Livre como o vento através de sucursais
suspensão
amar a cor do seu cabelo
entre meus dedos eu tenho.

flor
vento
espuma do mar
respiração.

Entusiasmada com o esperado
para vir
quer.


http://mencantafetish.blogspot.com/2011/09/naturales-y-versos.html#links

Obrigado e beijinhos.

EU SOU NEGUINHA disse...

Passando pra deixar beijos

Dr Fritz disse...

É complicado tratar esse filme como pedofilia. É bom lembrar que esse filme foi feito na época do regime militar e que se fosse crime, com certeza, todos seriam presos. Também tem o lance de ser um filme, uma ficção, e que provavelmente a cena foi feita com a autorização dos pais desse menino. O grande problema mesmo é que a Xuxa ficou muito famosa e tudo vira pedra contra sua vidraça! Será que o Raul Gil não comete pedofilia quando exibe a criançada dançando axé, fazendo par romântico?

Nyh! Marinho. disse...

Aí gente...rs!
Acho q concordo com o Dr Fritz, embora não tenha visto o filme...e oq saiba sobre ele é apenas oq me é relatado através do TV Fama e algumas coisas q já li...mas se trata de uma ficção, embora ache tbm q é foda colocar uma criança de 12 anos p encenar esse tipo de cena...tem contexto artístico (ou deveria ter)
www.vulvafucsia.blogspot.com

Desejos e Fantasias de Casal disse...

Assunto delicado.....mas mto válido para não cair no esquecimento...



beijos


Cris e Junior
http://desejosefantasiasdecasal.blogspot.com/

Dr Fritz disse...

Alguém viu este filme da Xuxa?

http://twitpic.com/6hf4gf

Letícia Alves disse...

Muito complicado, mas que existe uma erotização precoce no mundo, isso existe.


beijos!