28.10.10

TALKSEXI COM A LENA

Lena a Gaucha linda, deliciosa e inteligente, que se define como “ simples, decidida e que não desiste fácil”.... Dona do Blog da Helena abriu o “jogo” aqui no SeximaginariuM e contou o que pensa sobre sexo, blogues e otras cositas más!

Leo: Como surgiu o Blogue? Já escrevia antes?
Lena: O Blogue surgi como uma necessidade de externar os meus sentimentos. Inicialmente coloquei algumas fotos e mais tarde modifiquei o conteúdo para o que ele é hoje. Nunca escrevi, mas já tinha algumas idéias.

Leo: Você escreve com sem um pseudônimo “sem uma mascara” é mais difícil escrever o blogue desta forma?
Lena: De maneira nenhuma! Quem escreve é a Lena.

Leo: Existem vários sexiblogs escritos por mulheres. Você acha que é uma forma delas "colocarem os monstros pra fora"?
Lena: Acredito que “colocar os monstros para fora”, não é a expressão correta, mas sim colocar em prática os seus desejos e sentimentos. Para algumas o blogue serve como referência, meio de contato e troca de idéias entre pessoas que pensam de maneira igual.

Leo: A Helena mexe com o imaginário dos seus leitores? Qual a imagem que eles/elas têm de você?
Lena: Acredito que sim, aliás todas as mulheres mexem com o imaginário de qualquer um e eu sou uma mulher, quanto à imagem, deixo que eles mesmos respondam por mim.

Leo: Você se autodenomina “heterossexual com tendência ao lesbianismo”... Explica isso pra gente.
Lena: Levando-se em consideração: Que o prefixo “hetero”, significa “diferente ou outro” e o prefixo “homo”, “significa igual, semelhante, análogo” e que, empregamos os dois prefixos para junto com a palavra “sexual”, definirmos respectivamente as pessoas que preferem ter relações sexuais com indivíduos de sexo diferente ao seu e pessoas que sua preferência nas relações sexuais são com pessoas de sexo iguais ao seu.
Que o prefixo “bi ou bis”, exprime a idéia de duplicidade, dobro, dois, relativo ao mesmo indivíduo e não exterior a ele, e empregado juntamente com outra palavra, dá ao leitor este significado, por exemplo, bissexto (dois numerais seis no mesmo ano), bicampeão (indivíduo ou equipe duas vezes vencedor da mesma competição), se o juntarmos à palavra “sexual”, estaremos usando um termo para significar dois sexos, algo relativo a um indivíduo hermafrodita, isto é, dois sexos em um mesmo indivíduo.
Sendo assim, o prefixo “bi” não exprime a mesma idéia relativa à preferência sexual que os prefixos homo e hetero, além disso, a definição da palavra bissexual para indivíduos capazes de ter relações sexuais com ambos os sexos, veio a fazer parte dos dicionários, somente a partir da rotulação dada a esses indivíduos pela sociedade, antes disso, ela se referia apenas à hermafroditas. Desta forma, eu aceito o rótulo, mas não aceito a definição.

Leo: Você afirma que “Bissexualidade é um termo inexistente, criado para disfarçar as tendências homossexuais do ser humano”. Então somos todos Pansexuais?
Lena: O sentido que eu dei para o inexistente, se refere à definição, como eu expliquei na pergunta anterior, porém existente quanto à rotulação. Hoje em dia, ser bissexual virou moda, vemos por aí varias pessoas se dizerem bissexuais, que gostam de ter relações tanto com homens, quanto com mulheres. Ora, se você mantém relações assim, é por que admite-se homossexual, mesmo que por breves instantes, se não, é heterossexual. O problema todo é o preconceito dos indivíduos, preferem se autodenominarem assim a admitirem que sua sexualidade é cercada pelo homossexualismo, além do medo de serem taxados por lésbicas, sapatões, gays, veados e tantas outras definições menos dignas ainda. É a mesma situação para a homossexualidade masculina, a grande maioria classifica apenas o indivíduo passivo como gay, por ele ter aparência, gesticulação, entonação da voz afeminada, o indivíduo ativo, que não se deixa transparecer, é homem. Para o lesbianismo é a mesma situação, apenas aquela mulher que possui a aparência masculinizada é o sapatão, a outra não. No entanto ambos estão no mesmo barco.

Nós somos o que somos, não importa o rótulo.

Leo: Você conta no seu Blogue - Já experimentou de tudo um pouco, bondage, sadomasoquismo moderado com homens e mulheres (dominei e fui dominada), chuva dourada, fisting...Como foram essas experiências?
Lena: Tive algumas experiências, algumas boas, outras ruins. Como tudo na vida. Muitas experiências servem para nos amadurecer e em muitas não participamos, nelas não passamos de meros espectadores, mas mesmo assim nos trazem algo que nos fazem no mínimo pensar e avaliar os prós e os contras. Dominar e ser dominada é algo relativo, passamos a nossa vida tentando fazer isso diariamente, com muito mais intensidade do que numa fantasia sexual.

Leo: Você mora em Londres. Como é o “mundo” sexual por ai?
Lena: O mundo sexual em Londres é o mesmo mundo que existe no Brasil, não há diferenças. Sexo é sexo no mundo inteiro. A liberdade sexual é bem mais aparente no nosso país.

Leo: E a relação com travestis, que você afirma te fazer subir as paredes... Como isso “funciona” com as mulheres?
Lena: Não são o travesti em si, mas a pessoa. Não adianta você ter relação com uma travesti, se ela não causa algum interesse em você, da mesma forma que você não sente prazer com um homem ou uma mulher, se esses não exercem uma atração em você.

Leo: Você ainda tem alguma fantasia sexual não realizada?
Lena: Quem não as tem?

Leo: Sexo tem limites?
Lena: Tem! Nossos sentimentos e os sentimentos alheios

23.10.10

NICOLE BAHLS

NICOLE BAHLS disse ter ficado "travada" ao fazer algumas fotos para a revista Playboy, o que a teria deixado surpresa, uma vez estar ela acostumada a situações sem roupa. "A gente já mostrou peito, foi à praia de nudismo", argumentou a moça, que disse ainda ter ficado pensando no pai vendo a revista depois de pronta.
Recentemente, em evento promovido por Valesca Popozuda, Nicole Bahls fez a festa dos fotógrafos ao cair desajeitada em cima da dançarina Thatiana Pagung.


20.10.10

SEXIMAGEM DE LAVINIA B

Lavinia B me mandou essas fotos e deixou um recado aos leitores do Blogue.
"Após muita malhação estou me preparando para voltar com novas histórias. A "amostra” do quem vem por ai enviei com exclusividade para o Seximaginarium!
Mandei com pelinhos por que tem tempo que mando só lisinhas... Gosto de variar... Ficar diferente. rs"
Essa menina sabe das coisas! E com pelinhos ficou bem melhor!


17.10.10

DEDICADO AO ADORAVÉL ESTRANHO

DARK, quando comenta no SeximaginariuM, deliciosamente se refere a mim como "Adorável Estranho".
Dia desses, deixou um comentário "provocante":
- Saudações Adorável Estranho, farei um especial para ti com aquele tesão de queimar as entranhas!
Essa semana visitando o Blog Fetiches e Fantasias me deparei com o Post dedicado ao Adorável Estranho.
Li e pensei:
Será?
DARK respondeu:
- Especialmente para tí o texto meu.
A quem mais eu o reconheceria como "Meu Adorável Estranho”, se não tu ?!
Veja no Fetiches e Fantasias o post tesudo, dedicado a mim!

16.10.10

SEXITOYS MASCULINOS

Se você pensa em Sexitoys, seguramente o que vem à cabeça são os vibradores, de formas e tamanhos variados, que proporcionam intenso prazer às mocinhas. O mercado não oferece grande variedade de brinquedinhos sexuais para os meninos. Procurando encontrei o "fleshlight", um “apetrecho” desenvolvido para apimentar e dar mais prazer ao joguinho do sexo solitário - a deliciosa punheta!
Muito eficiente e delicioso esse masturbador masculino é muito original no formato e na maneira de usar. Em forma de cuzinho, boca e boceta, é vendido em diversos “modelos”, com a possibilidade de se escolher “replicas” das xoxotas das gatas mais quentes do mundo pornô.

Ai é só colocar o pau no brinquedinho, sentir as vibrações e as sucções seqüenciais até aquela gozada maravilhosa!
Assista o vídeo e aprenda a brincar!




Uploaded with ImageShack.us

12.10.10

COM QUEM FICARÁ BUFFON?

Gianluigi Buffon, 32 anos, goleiro da Juventus e da Seleção Italiana se meteu numa enrascada. Casado com a modelo belíssima Alena Seredova, nascida na República Checa, se envolveu com a atriz pornô espanhola María Lapiedra. A loira de seios fartos, que ostenta uma coleção de namorados famosos, garantiu ter feito sexo com jogador no mês de agosto e, desde então, o goleiro-heroi-italiano não para de disparar torpedos pra ela querendo mais!
Recentemente a imprensa italiana acusou Alena Seredova de ter traído Buffon com o atacante brasileiro Amauri, que também atua na Juventus.
Vendo as fotos da gostosíssima Alena me pergunto:
Será que o cara traiu essa delicia com a atriz pornô por vingança?
De qualquer forma a escolha é difícil!



Ah! Uma imagem raríssima de Buffon como veio ao mundo!


10.10.10

MONIQUE EVANS



Uploaded with ImageShack.us


MONIQUE EVANS, 54 anos, foi eliminada do reality show 'A Fazenda 3' nesta quinta-feira dia 7. Monique começou sua carreira como modelo aos 18 anos. Fez varios ensaios fotográficos para as revistas Playboy e Ele Ela (veja as fotos dos ensaios no Seximagem).
Em 1985, foi à primeira famosa a desfilar no posto de rainha de bateria pela escola de samba Mocidade Independente de Padre Miguel. Desfilou ainda pela São Clemente, grávida de sua filha, Estácio, onde foi campeã, União da Ilha e Grande Rio.
Trabalhou no cinema contracenando com Tarcisio Meira em EU, filme brasileiro de 1987, dirigido por Walter Hugo Khouri.





7.10.10

TRES "TIRIRICAS" PERDEDORES

Ronaldo Esper, Mulher Pera e Cameron Brasil não lograram êxito nas eleições 2010! Para felicidade geral da Nação os três "Tiriricas" voltarão as exercer as suas "atividades profissionais"!

2.10.10

TALKSEXI com JANAÍNA PUPO

Janaína Pupo, artesã, fotógrafa e escritora. Uma mulher um tanto ousada, autoritária e amante de pequenas (grandes) coisas, contou para o SeximaginariuM o que acha de sexo, blogues e mais sexo!

Leo: Como surgiu 0 Blog Janaínapupo.blogspot.com ? Já escrevia antes?
Janaína Pupo: Eu estava assistindo o filme “Julie & Julia” e uma das personagens cria um blogue para publicar receitas culinárias. Amo cozinhar e a princípio, fiz o Blogue com esse intuito. Mas logo no início, acabei falando de outra coisa que eu amo, que é sexo. A aceitação foi ótima e passei a escrever só sobre sexo. Já escrevia antes, poemas, contos, mas nunca tinha publicado nada.

Leo: Você escreve sem pseudônimo. É mais difícil escrever o blog desta forma?
Janaína Pupo: Não. Para mim, falar de sexo sempre foi um assunto natural, como trocar receitas, quem me conhece sabe bem. O único problema é que, tem homens que acham que pelo o fato de eu falar espontaneamente sobre isso, saio dando pra todo mundo e tem mulheres que acham que sou uma “meretriz”. Mas nunca me incomodei com o que pensam a meu respeito.

Leo: Você dá conselhos, aborda temas sobre a vida sexual das mulheres. Você acha que as meninas estão mal informadas sobre o assunto?
Janaína Pupo: Infelizmente, sim. Recebo inúmeros e-mails de leitores e às vezes me surpreendo. Muitas meninas ainda transam por obrigação, chantagem do namorado, outras se recusam a usar camisinha porque “não gostam”. E com a tal pílula do dia seguinte, a coisa piorou. Esquecem que essa pílula pode “evitar” a gestação e não as doenças sexualmente transmissíveis - DST. Mas não são apenas as meninas que estão mal informadas sobre o assunto, os meninos também.

Leo: Existem vários sexiblogs escritos por mulheres. Você acha que é uma forma delas "colocarem os monstros pra fora"?
Janaína Pupo: Talvez. A internet permite que cada um faça o que quiser. A pessoa tem o monitor para se esconder, de repente, na vida real ela não tem coragem de dizer tudo àquilo que diz num blog (ou de agir como diz que age). Eu dou à cara a tapa, “meus monstros estão soltos”. A Janaína do blogue é a mesma Janaína que vai ao supermercado.

Leo: Algumas mulheres têm medo de dizer o que querem, tipo me come assim, me chupa ali... E você é pidona? Tem aquela coisa de não me toque tipo - ai não!
Janaína Pupo: Ah, isso de “não me toque” não é comigo. A única coisa que o cara tem que esperar pra ver se eu libero é sexo anal, pois como sempre digo, “cu não se pede, cu se oferece”. Então se EU QUISER vou oferecer. E sou pidona sim, se precisar peço mesmo. Sou a favor de ambos ficarem satisfeitos.

Eu dou à cara a tapa, “meus monstros estão soltos”. A Janaína do blogue é a mesma Janaína que vai ao supermercado.

Leo: E as fantasias e outras formas de sexo como swing?
Janaína Pupo: Fantasias eu já realizei muitas. Tenho vontade (acho que a maioria tem) de visitar uma casa de swing, sou curiosa, tenho idéia de como seja por ouvir amigos e amigas que já foram comentar. Admiro os casais swinger, acho que um relacionamento assim tem tudo pra ser eterno, pois além da “liberdade”, existe sim muito respeito e cumplicidade entre o casal, mas acredito que eu não conseguiria ter um casamento assim.

Leo: O que você acha dos “brinquedinhos” femininos?
Janaína Pupo: MARAVILHOSOS! Adoro, tenho vários, quase um “Playcenter” dentro do meu guarda roupas e pretendo transformar esse “parque num Hopi Rari”. Acho que toda mulher deveria ter nem que fosse apenas um brinquedinho, mesmo as casadas. Se o marido aceitar, pode “brincar de médico” com a esposa... Se não aceitar, ela brinca sozinha. Nosso corpo é um templo e antes de qualquer um, nós devemos desvendá-lo.

Leo: As mulheres reclamam de alguns caras, dizem q eles trepam mal... O que acontece com os “meninos”?
Janaína Pupo: Os meninos andam muito afoitos. Alguns acham que entre as coxas da mulher tem uma garagem (de portão automático pra não ter nem o trabalho de descer do carro para abri-lo), chegam e vão estacionando. Sabemos que o homem é muito visual, ele se excita com uma bela bunda, com seios volumosos e isso não precisa nem estar na frente dele, basta imaginar. A mulher precisa de mais... do beijo, do toque, palavras gostosas (e safadas) no “pé do ouvido”, preliminares e quando isso não acontece, elas reclamam mesmo (com razão). Mas tem muito homem que trepa bem, assim como também tem mulheres que trepam mal (são umas geladeiras na cama, puro gelo).

Leo: Uma fantasia.
Janaína Pupo: Transar na Catedral da Sé. Calma, não sou atéia, é que a beleza daquela igreja me excita.

Leo: Uma boa trepada.
Janaína Pupo: Várias, mas teve uma que começou em um farol (semáforo). Estávamos no carro, eu de vestido e ele começou a me acariciar. Colocou a mão entre as minhas coxas e eu morrendo de tesão. O farol ficou vermelho, um vendedor de rua (ambulante) veio na janela oferecer não sei o que e ficou de boca aberta a me ver naquela situação, tendo um orgasmo. E claro que terminamos a brincadeira em um motel (com o meu bofe gente, não com o vendedor ambulante).

Leo: Um lugar ideal pra trepar.
Janaína Pupo: Isso não existe para mim. Qualquer lugar é ideal para transar (quarto, cama, chão, mesa, banheiro, no carro, na feira, no poste, elevador, na rua, na chuva, na fazenda) desde que os dois queiram.

Leo: Sexo Tem limites?
Janaína Pupo: Não. Tem quem goste de sexo “casual”, tem quem goste de sexo selvagem, tem quem goste de sexo calado, tem quem goste de sexo falado, tem quem goste de sexo bizarro.
Cada um tem seu limite, mas sexo não tem limite.