31.8.10

TALKSEXI com @mari_graciolli


Basicamente tudo que eu quero ser define o que eu sou hoje, uma mulher que não mede esforços para conseguir o que quer e correr atrás de tudo sem desistir.
Sou extrovertida, falo bastante e adoro ficar conversando por horas com pessoas interessantes e engraçadas.

Dentre as inúmeras participantes do Lingerie Day, Mariana Graciolli foi uma das três escolhidas pela revista Sexy como pimentinha do mês de setembro!
A D´licinha, deu uma "colher de chá" para o SeximaginariuM!

Nascimento - 1987
Signo - Sagitário
Time - Santos

Como foi fazer o ensaio para a Sexy?
Foi uma experiência incrível, adorei tirar as fotos. Além de ter sido muito divertido me senti muito sexy com a produção toda!! Acredito que faça parte do desejo da maioria das mulheres tirar fotos sensuais.

O que te levou a participar do lingerieday?
Participei porque brincadeira por trás do lingerieday é muito legal, um dia fora do comum, onde quase todo mundo topa se mostrar de uma forma diferente e sensual!

Você entrou pensando em ganhar o concurso?
Pensei em participar, mas sinceramente não achei que ia ganhar. Tinham muitas mulheres bonitas participando.

O que um homem tem que fazer para vc tirar a lingerie?
Tem que impressionar ser inteligente, legal, engraçado e também me atrair fisicamente, claro!

Pra que tipo de homem vc não mostra nem a rendinha da lingerie?
Aquele tipo de homem que faz de tudo para parecer o gostosão do pedaço que pega todas.



22.8.10

JELENA JENSEN a NERD-PORNÔ


Você poderá conferir no SexicinE atuação da nerd-pornô...Veja o que ela faz nas horas vagas!

14.8.10

FASCINATRIX - A SEXIARTE DO BURLESCO

A dançarina paulista Karina Raquel se Inspirou em Dita Von Tesse e Michelle L’Amour, pioneiras do ressurgimento da estética pin-up e do termo “burlesco” associado à arte do strip-tease, para criar a personagem FASCINATRIX.
Fascinada pelo glamour de antigamente e a estética que tanto fazia brilhar as estrelas da idade de ouro de Hollywood como Rita Hayworth e Betty Grable, nas suas apresentações burlescas ela conseguiu reviver a arte do burlesco dos anos 40 e 50 resgatando a sensualidade, muitas vezes perdida, da mulher dos tempos modernos.
As performances de FASCINATRIX com figurinos temáticos e luxuosos, aliados à boa música, encantam pelos movimentos sensuais. Suas apresentações têm clima erótico e lúdico com uma boa dose de humor tipicamente brasileiro.
Quer conhecer mais a FASCINATRIX?
Acesse o blogue http://blogfascinatrix.wordpress.com/ e veja imagens, locais onde ela se apresenta e fotos deliciosas.


LEO: Como surgiu a idéia de criar a personagem Fascinatrix? Você se inspira em Dita Von Teese?
FASCINATRIX: Fascinatrix vem da palavra fascinação e é um trocadilho com a palavra dominatrix que é usada no meio S&M para as mulheres dominadoras. É uma brincadeira como se eu obrigasse as pessoas a se fascinarem com a minha presença. Sempre fui apaixonada por dança e tinha muita vontade de resgatar essa estética de luxo com dança e interpretação, daí surgiu o personagem.
Dita Von Teese é uma inspiração a todas as mulheres que fazem o mesmo tipo de trabalho que ela porque é uma mulher belíssima que encarna perfeitamente a mulher dos anos 40.

LEO: O que te atraiu para entrar no universo das pin-ups?
FASCINATRIX: Acho que o mais me atraía nesse universo era o glamour dos figurinos, maquiagens, cabelos e aquele ar de inocência com sensualidade. Desde menina adorava lingeries, guardava o dinheiro da mesada para comprar lingeries com mais renda e mais elaboradas que normalmente as adolescentes de 12 anos não usavam.

LEO: Como e ser uma pin up no século XXI?
FASCINATRIX: Não me considero uma pin-up no século XXI. Tenho um estilo que utiliza muitos elementos dessa estética, mas essa coisa de moda me incomoda um pouco. Claro que meu personagem é uma referência ao estilo pin-up, mas também tem uma atitude de sensualidade, de cuidados com o corpo, maquiagens, cabelos que me tornam mais feminina. Não é só colocar uma sainha rodada e uma camisa de bolinhas, batom vermelho e salto alto, tem que ter a personalidade também.

LEO: Fascinatrix mexe com o imaginário masculino. E as mulheres? Como recebem?
FASCINATRIX: A maioria do meu público é feminino. Quando me apresento, claro que os homens ficam mais animados, mas são elas que me procuram depois para saber dos meus figurinos, dicas de maquiagem, cabelo etc. Acho que pelo fato de nunca ficar completamente nua e ter a dança como elemento principal nas minhas performances deixo uma impressão de glamour e não de vulgaridade e assim crio um clima mais confortável para elas.

LEO: Qual a diferença das pinups da década de 1940/50 como Bettie Page e você?
FASCINATRIX: Bem, ser mulher em 2010 sem dúvida é muito mais fácil do que na década de 40 ou 50. Elas tinham que ter muita atitude para se fazerem respeitadas e mostrarem seu trabalho sem serem rotuladas como vulgares, sem-vergonha, etc. O preconceito era muito grande. Hoje é bem mais fácil, somos aceitas em todas as profissões, somos independentes, temos carreiras vitoriosas. Naquela época, qualquer mulher que queria ser independente e saía de casa já era considerada uma “perdida”. Felizmente, 60 anos depois, nos achamos e nos acharam também. (risos)

LEO: Qual a reação do publico as suas apresentações? Já aconteceu algo inusitado ou engraçado?
FASCINATRIX: O público sempre respondeu muito bem. Quando me apresento é legal ver como as reações mudam conforme vou evoluindo, tem a surpresa, a admiração, o respeito. Nunca tive problemas ou impressões negativas do público.

7.8.10

O GRANDE LIVRO DAS BUNDAS

A americana Dian Hanson, 58 anos, (foto) tem uma especialidade construída nos 25 anos que trabalhou como editora de revistas masculinas. Ela é pornógrafa, com foco em fetiches.
Desde 2001 é a responsável pelos títulos eróticos da Taschen, uma das mais importantes editoras de obras voltadas para arte e fotografia do mundo. Nesse periodo criou uma bem sucedida receita: livros eróticos de grande formato, com belas fotos e textos que evitam a pornografia pura recorrendo à história, à antropologia e a autores conhecidos. Estreou com O Grande Livro dos Seios, que vendeu 65 000 exemplares, seguiu com O Grande Livro dos Pênis e O Grande Livro das Pernas. Agora, chegou à vez de O Grande Livro das Bundas. "The Big Butt Book" reúne, em 372 páginas, 400 fotografias de derrières dos anos 1900 até os dias de hoje. Ao lado de Vanessa Del Rio, Bettie Page, Serena Williams e outras “boas de bunda”, destaca-se a brasileira Andressa Soares, coreógrafa das cinco velocidades do Creu e conhecida popularmente como Mulher Melancia. Para Dian Hanson, Melancia, 1m72 e 115 cm de quadril, era uma ilustre desconhecida quando o projeto do livro foi iniciado. Seu nome acabou incluído de uma maneira inusitada, por sugestão da recepcionista do prédio onde vive, em Los Angeles, que quis saber se a editora da Taschen incluíra “The Watermellon Woman” em seu livro sobre traseiros.

Em entrevista a revista Veja a autora do livro diz que bundas grandes estão ganhando popularidade em todo o mundo. “A Mulher Melancia, com um traseiro lindo, representa o Brasil com muita propriedade”.

Fotos do Livro "The Big Butt Book" no SeximageM

5.8.10

E DEUS FEZ A MULHER...

Houve harmonia no paraíso.
O diabo vendo isso resolveu complicar...


Deus deu à mulher cabelos sedosos e esvoaçantes.
O diabo deu pontas duplas e ressecadas.


Deus deu à mulher seios firmes e bonitos.
O diabo os fez crescer e cair.

Deus deu à mulher um corpo esbelto e provocante.
O diabo inventou a flacidez, as estrias e o culote.

Deus deu à mulher músculos perfeitos.
E o diabo os cobriu com celulite.

Deus deu à mulher uma voz suave, doce e melodiosa.
O diabo a fez falar demais.

Deus deu à mulher um temperamento dócil.
E o diabo inventou a TPM.

Deus deu à mulher um andar elegante.
O diabo investiu no sapato de salto alto pra dar varizes.

Então Deus deu à mulher infinita beleza interior.
E o diabo fez o homem perceber só o lado de fora.

Deus fez à mulher ficar maravilhosa aos 30, vibrante aos 40.
O diabo deu de presente a menopausa aos 50...

Só pode haver uma explicação para isso:
O diabo é V I A D O

2.8.10

@GI_de_GISELE

@Gi_de_Gisele Bio: uma guria meiga, com um coração enorme. Um coração tão grande que quase não cabe em meu peito. E é por isso que eu tenho esses peitões enormes. Sigam essa D´licinha!